Concierge, o que é?

[et_pb_section fb_built="1" prev_background_color="#000000" _builder_version="3.25.4" background_color="#cecece" custom_padding="6px||0px|||" top_divider_style="slant2"][et_pb_row _builder_version="3.25" background_size="initial" background_position="top_left" background_repeat="repeat" custom_padding="0|0px|27px|0px|false|false"][et_pb_column type="4_4" _builder_version="3.25" custom_padding="|||" custom_padding__hover="|||"][et_pb_image src="https://wbe.tur.br/wp-content/uploads/2018/07/les_clef.jpeg" align_tablet="center" align_last_edited="on|desktop" _builder_version="3.23" border_radii="on|10px|10px|10px|10px" border_width_all="3px" border_color_all="#e09900" box_shadow_style="preset2" max_width="70%" module_alignment="center"][/et_pb_image][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row _builder_version="3.25" background_size="initial" background_position="top_left" background_repeat="repeat" custom_padding="27px||13px|||"][et_pb_column type="4_4" _builder_version="3.25" custom_padding="|||" custom_padding__hover="|||"][et_pb_text _builder_version="3.25.4" text_font="Numans||||||||" text_text_align="justify" text_font_size="18px" text_line_height="1.8em" header_font="Numans||||||||" header_2_font="Numans||||||||" header_2_text_align="center" header_2_text_color="#045570" background_size="initial" background_position="top_left" background_repeat="repeat"]
A palavra concierge — em francês, “guardião das chaves” — tem origem na expressão latina ‘con serviens’, que significa “servir”. Na Idade Média, o concierge era o responsável pelas chaves do castelo, além de cuidar e satisfazer as necessidades dos hóspedes da realeza. Andava sempre com um mapa minucioso do palácio e conhecia a localização de praticamente tudo.

 

Com tamanha responsabilidade, o concierge era depositário da confiança do rei para que tudo corresse conforme seus desejos e, portanto, consultado por ele sempre que precisava se inteirar de algo. Para garantir aos hóspedes do castelo a melhor estadia possível, mantinha-se a par de todos os eventos e acontecimentos da corte, dos mais intimistas — e secretos — aos mais badalados.
[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row _builder_version="3.25.4" background_color="#d7ab7a" border_radii="|20px||20px|" custom_padding="0|0px|0px|0px|false|false" global_module="4455" saved_tabs="all"][et_pb_column type="4_4" _builder_version="3.25" custom_padding="|||" custom_padding__hover="|||"][et_pb_text _builder_version="3.25.4" text_font="Numans|700|||||||" text_text_align="center" text_text_color="#045570" text_font_size="22px" custom_margin="||20px|||" custom_padding="26px||9px|||"]
RECEBA CONTEÚDOS EXCLUSIVOS
[/et_pb_text][et_pb_code _builder_version="3.25.4"][/et_pb_code][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row _builder_version="3.25.4" background_color="rgba(0,0,0,0)" custom_padding="1px||0px|||"][et_pb_column type="4_4" _builder_version="3.25.4"][et_pb_text _builder_version="3.25.4" text_font="Numans||||||||" text_text_align="justify" text_font_size="18px" text_line_height="1.8em" header_font="||||||||" header_2_font="||||||||" header_2_text_align="center" header_2_text_color="#045570" custom_margin="||20px|||" custom_padding="42px||17px|||"]

A origem do concierge na idade média

 

A palavra Concierge vem da expressão latina 'con serviens', que significa servir, porém a palavra em si é francesa, e significa "guardião das chaves". Na idade média, ele era o responsável pelas chaves e, logo, pelo acesso das pessoas. Ele era o primeiro a acordar e destrancar todas as portas e portões do castelo. Além disso, era responsável pelos hóspedes da realeza e suas necessidades. Além das chaves, os concierges também carregavam um mapa com todos os detalhes do castelo e a localização de praticamente tudo.

 

Diante de tamanhas responsabilidades, o rei depositava toda a sua confiança na pessoa que ocupava a função de concierge. Além disso, como ele lidava com muitas pessoas com diversas necessidades, este profissional acabava se tornando um conhecedor de tudo. Quando o Rei queria saber de algo que estava acontecendo, era muito comum consultar o concierge. Como lidava com os hóspedes também, era muito comum que servisse como fonte de informação sobre as regras, eventos e acontecimentos da corte.

 

O concierge na hotelaria

 

O conceito moderno de concierge passou a designar aquele profissional de hotel que atende aos pedidos, desejos e necessidades dos hóspedes — o que envolve das pequenas ações, como chamar um taxi ou telefonar para a farmácia, às mais complexas, como indicar bons eventos culturais e passeios. Nos hotéis mais luxuosos, deve ser também capaz de realizar tarefas árduas, seja conseguir reservas em cima da hora no restaurante mais hype da cidade ou ingressos para um show disputadíssimo.

 

Um marco importante nesta história é a fundação da associação francesa Les Clefs d’ Or, em outubro de 1929, por Ferdinand Gillet — concierge francês que trabalhou no hotel The Scribe, em Paris. Para identificar estes profissionais, a associação criou, em 1953, o emblema das chaves douradas e trespassadas, a serem colocadas nas lapelas. Hoje, são reconhecidos por seu absoluto profissionalismo, domínio de idiomas e empenho em realizar qualquer capricho dos hóspedes.

Novas fronteiras

 

Nos últimos anos, a figura do concierge ultrapassou os limites da hotelaria para se tornar um assistente pessoal, que presta serviços personalizados e resolve imprevistos de maneira eficiente e ágil. Hoje, o mercado de luxo abriga concierges de banco, condomínio, idosos, compras, entre outros. No turismo, além de planejar e produzir suas viagens pessoais ou corporativas, ele atua para tornar inesquecível qualquer experiência. Se você simplesmente não tem tempo, por culpa de uma rotina atribulada, ou apenas deseja assistência exclusiva em tudo o que faz, o concierge será seu parceiro indispensável.

Por isso, é essencial para o concierge:

• ter paixão pelo que faz e prazer em servir;
• bom domínio do idioma e da cultura local;
• muito conhecimento sobre a cidade;
• constante atualização sobre os eventos culturais;
• amplo conhecimento do mercado de luxo e
• uma rede de parceiros e contatos.

 

Luxo e personalização

 

A Rio de Janeiro Feelings é o primeiro concierge de luxo do Rio de Janeiro. O serviço funciona como um assistente pessoal capaz de resolver todos os pedidos e desejos em qualquer lugar do mundo, de forma eficiente e ágil. O serviço tem foco no turismo, mas diferente de um concierge de hotel, este serviço é mais personalizado e exclusivo. Garante que seu cliente possa se deslocar por diversos países, seja para negócios ou lazer, sem ter problemas com os obstáculos da língua ou da cultura. O concierge de lifestyle pode ser o responsável por todo o planejamento da viagem, assim como o responsável por comprar passagens, ingressos etc; garantindo o conforto e estilo de vida do cliente em qualquer lugar do mundo

Se você quer conhecer o melhor do Rio de Janeiro ou viajar pelo mundo de maneira exclusiva, entre em contato com a Rio de Janeiro Feelings. A empresa poderá fazer todo o planejamento de sua viagem e cuidar de todos os detalhes, para que você mantenha seu foco no trabalho ou no lazer.

Então se você faz parte deste mundo seleto, que aprecia exclusividade, luxo e conforto em contato com o melhor da cultura local aliada com praticidade, você certamente se tornará um adepto dos serviços de um concierge. Se você deseja realizar uma viagem de lazer inesquecível ou transformar aquela viagem de negócios numa experiência única, você certamente irá querer um profissional preparado para resolver todos os seus problemas.
[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section][et_pb_section fb_built="1" _builder_version="3.25.4" background_color="#d7ab7a" custom_margin="||-67px|||" custom_padding="34px|||||" top_divider_style="curve2" top_divider_color="#cecece" global_module="4454" saved_tabs="all"][et_pb_row _builder_version="3.25.4" custom_padding="83px||0px|||"][et_pb_column type="4_4" _builder_version="3.25.4"][et_pb_text _builder_version="3.25.4" text_font="Numans|700|||||||" text_text_align="center" text_text_color="#045570" text_font_size="36px"]
BLOG
[/et_pb_text][et_pb_blog fullwidth="off" posts_number="3" include_categories="70" show_author="off" show_categories="off" show_excerpt="off" show_pagination="off" _builder_version="3.25.4" body_font="||||||||" border_radii="|20px||20px|" border_color_all="#045570" box_shadow_style="preset2" custom_margin="40px|||||"][/et_pb_blog][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section][et_pb_section fb_built="1" prev_background_color="#d7ab7a" _builder_version="3.25.4" background_image="https://wbe.tur.br/wp-content/uploads/2019/07/copacabana-2.jpg" custom_padding="0px|||||" top_divider_style="wave"][et_pb_row _builder_version="3.25.4" custom_padding="||178px|||"][et_pb_column type="4_4" _builder_version="3.25.4"][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]